Relações interpessoais
2018-01-05 12:33:22 +0000
41

Como perguntar a um novo amigo sobre a sua sexualidade?

Há algumas semanas, conheci um rapaz e começámos uma amizade. Ainda nos estamos a conhecer, mas com o passar do tempo tenho cada vez mais razões para acreditar que ele tem interesses diferentes do que eu (um tipo heterossexual), embora nos tenhamos encontrado pessoalmente apenas duas vezes, e ele nunca o tenha dito explicitamente.

Para ser claro: gosto dele como pessoa, não teria qualquer problema com isso se ele é LGBT, e já dei dicas leves e indirectas sobre isso. Mesmo assim, seria bom saber se esse é de facto o caso - raios, eu próprio ajo de forma brincalhona como se fosse gay raramente com amigos íntimos - embora nunca tenha feito isto perto deste amigo e ele ainda não tenha conhecido os amigos.

Não quero tratá-lo de forma diferente. Mas se ele é homossexual, e ainda não "saiu" para mim, há tópicos a evitar, como as relações... (ele não está numa).

Claro que podia apenas perguntar "hey, não tenho a certeza da tua sexualidade, és gay?", mas tenho medo que ele ache esta ofensiva/desconfortável se não for; e se for, isto não deixa espaço se ele não quiser contar.

Como, se, se podia ~~encontrá-lo ~fazê-lo dizer explicitamente se ele é homossexual, sem arriscar a nossa nova amizade? Devo sequer perguntar-lhe? Existe alguma forma alternativa de encontrar uma resposta?

Respostas [11]

32
2018-01-05 14:54:20 +0000

Como, se, eu poderia ~~~~~~~~~~~ fazer com que ele dissesse explicitamente se é homossexual, sem arriscar a nossa nova amizade?

Não podes mesmo. Poderia simplesmente perguntar, mas corre o risco de alienar um amigo ao fazê-lo. Se ele for homossexual e "sair", vais descobrir isso simplesmente conhecendo-o melhor. Se ele é gay e "fechado" talvez nunca descubras, mas é mais provável que ele venha ter contigo se parecer que não és homofóbico.

Eu sou pansexual, o que significa que saio com pessoas independentemente do sexo ou da falta dele. Na minha vida quotidiana a maioria das pessoas lê-me como hetero. A última pessoa com quem provavelmente vou falar sobre a minha sexualidade é alguém que parece desconfortável com essas coisas. Sou realmente muito aberto com os meus amigos íntimos, mas se eu conhecer alguém e eles me parecerem possivelmente fóbico é muito provável que eu espere até saber como é que essa informação será recebida. Não é bem "fechado", só não sinto a necessidade de lutar com todos os homofóbicos que encontro, _ por mais tentador que isso seja por vezes._

Devo sequer perguntar-lhe?

Eu encorajá-lo-ia a examinar realmente os seus motivos aqui... Porque é que isso é importante para si? Dê um passo atrás e veja bem porque quer saber.

Se quer apenas que o seu novo amigo se sinta confortável o suficiente para falar consigo sobre assuntos tão pessoais, isso é uma coisa. Se pretende tratá-los de forma diferente devido à sua sexualidade, isso é outra coisa.

A julgar pelo tom da sua pergunta, eu recomendaria não perguntar até ter a certeza de que não se sentirá tentado a tratá-lo de forma diferente.

Existem formas alternativas de encontrar uma resposta?

Sim, existem. A paciência é uma virtude. Se o seu amigo é homossexual e se sentir à vontade para falar consigo sobre isso, é provável que o faça em algum momento. ** Para que isso aconteça, basta ser um bom amigo e não agir como um homofóbico.**

Tenho tendência a sentir-me muito mais à vontade para ser aberto com pessoas que se apresentam como aliadas (pessoas que podem, ou não, ser LGBT+ mas que apoiam os direitos LGBT+.) Basicamente é mais fácil falar disso com pessoas que tenho a certeza que não vão ser rudes.


Se tem absolutamente de saber... E os seus motivos não são grandes, e não pode ser paciente... Basta perguntar. É melhor perguntar do que deixar pistas e ser esquisito sobre isso. Mas saiba que está a ser um pouco brusco e possivelmente mal-educado e que é provável que afaste o seu amigo quer ele seja LGBT+ ou não.

32
29
2018-01-05 15:16:22 +0000

Com base nos comentários, a questão implícita é muito diferente da questão explícita.

Explicita: Como posso perguntar ao meu novo amigo se eles são gays? - Não pergunta. Se eles querem que você saiba que lhe dirão.

Implícito: Como é que pergunto ao meu novo amigo se ele pensa que estamos a namorar casualmente? - Uma maneira seria dar-lhe a conhecer as suas próprias preferências. Vês uma rapariga de quem gostas? Diga-lhe que gosta dela. Tem/turou uma namorada? Mencione-os numa conversa casual (por exemplo: "Eu tinha esta namorada que me meteu neste programa de televisão..."). Desde que ele saiba que você não está interessado numa relação romântica com ele, não importa se ele está ou não interessado em você, ele provavelmente receberá a mensagem se estiver.

Ainda há a possibilidade dele pensar que você pode ser bissexual ou ainda estar interessado numa relação homossexual com esta abordagem, mas desde que você não esteja mostrando nenhum interesse romântico ou sexual nele, é altamente improvável que isso seja um problema.

Há outra opção, é claro, apenas pergunte diretamente se ele pensa que você está namorando. Isto será embaraçoso como o inferno, mas você terá sua resposta de uma forma ou de outra e é mais provável que acabe como uma anedota humorística do que como uma amizade arruinada. Se você tentar esta abordagem, embora eu me concentre no aspecto do namoro, em vez de suas preferências sexuais, pois é pouco provável que isso acabe bem.

29
15
2018-01-05 18:51:28 +0000

Pergunte sobre namoro. Fale sobre os seus próprios interesses sexuais e história (algo indirectamente) para dar ao seu amigo uma oportunidade fácil de partilhar.

  • Fale sobre alguém que lhe interesse e pergunte se ele está interessado em alguém.
  • Conte uma história sobre uma ex-namorada e pergunte se ele já teve uma experiência semelhante.
  • Fale de uma celebridade que ache atraente e veja se ele se sente à vontade.
  • Ofereça-se para marcar um encontro com alguém que conheça (esteja preparado para o acompanhar!).

  • Estas são formas de lhe dar uma abertura amigável para revelar a sua sexualidade se ele se sentir confortável em partilhá-la consigo. Se o seu amigo parece evasivo ou relutante em responder, para ser um bom amigo dele deve respeitar a sua privacidade.

Como, se, poderia fazê-lo dizer explicitamente se ele é homossexual

Esta é a atitude errada. "Fazer" alguém revelar algo que deseja manter privado é interrogatório, não amizade.

15
10
2018-01-05 15:16:00 +0000

Por que razão agirias por vezes como gay? Considera engraçado? Andas com pessoas que te acham engraçado? Sei que muitas pessoas acham graça, mas o punhado de homossexuais que conheço (de ambos os sexos) não apreciam se não for feito por um homossexual conhecido, e acham-no humilhante porque apela à alienação.

É uma dinâmica semelhante à dos comediantes negros que podem usar uma linguagem racista que descreve os negros e a cultura negra sem ofender a maioria dos negros, mas outras raças não podem. Uma pessoa de um grupo que faz piadas quase certamente não tem fobia ou ódio ao seu grupo, mas para as pessoas fora o grupo, fobia ou ódio é visto como a razão mais provável de uma pessoa estar a usar linguagem pejorativa, estereótipos degradantes ou a rir-se das peculiaridades comportamentais ou culturais do grupo.

Para responder à sua pergunta,

Não pergunte. Se estás preocupado em como lidar com um interesse romântico em ti próprio pelo teu novo amigo, sugiro que fales de ti quando a oportunidade surgir: A sua paixoneta feminina na escola, ou celebridade feminina que considera atraente, ou, quando fala do futuro, a sua esperança de um dia encontrar uma rapariga para casar, e tornar-se pai.

Não precisa de conhecer a sua orientação sexual se ele conhecer a sua. O punhado de homossexuais que conheço não tenta seduzir heterossexuais conhecidos, eles não querem arruinar as suas amizades. E tal como os heterossexuais, quase todos os homossexuais querem sexo com desejo mútuo: Quase todas as pessoas preferem ter sexo com pessoas que querem ter sexo connosco, não com alguém repelido pelo pensamento.

10
5
2018-01-05 17:21:48 +0000

Devo sequer perguntar-lhe?

No.

Como muitas outras respostas sugeriram, faça-o sentir-se aceite. Vamos assumir que ele é realmente gay: você não sabe como ele vive a sua sexualidade, se ele a abraça ou se, do outro lado do espectro, se ele nem sequer tem consciência disso.

Tive mais do que um amigo que me deu a uma sensação muito forte de ser homossexual. Foram precisos anos para que eles aceitassem e falassem sobre isso. Eu não podia simplesmente ir lá e dizer "hey, sabes que mais, eu acho mesmo que tu és gay, pois não? Tudo o que pude fazer foi dar-lhes dicas de que apoiava toda a comunidade LGBT+ (bem, na verdade faço parte dela o que facilitou bastante o processo) e depois seguir o fluxo da conversa. Isto é... Eu estava apenas a ser amigo deles.

Por isso, se quiserem realmente acelerar o processo que o leva a revelar-vos a sua sexualidade, podem deixar aqui e ali comentários positivos sobre a comunidade LGBT+. Algo breve e fácil, como "Olha, esta loja tem uma bandeira arco-íris na porta, simpático da parte deles para mostrar apoio à comunidade LGBT" e seguir em frente.

Com uma atitude positiva em relação às pessoas LGBT+, cria-se um ambiente de aceitação à sua volta. O passo seguinte, que é ele a falar da sua vida sexual, depende apenas dele: pode decidir fazê-lo amanhã ou daqui a dez anos e está tudo bem de qualquer maneira.


Note: frequentemente, "Tenho muitos amigos gays" ou "Ajo como uma pessoa gay com os meus amigos" não parecem ser comentários positivos; pelo contrário, sentem que a outra pessoa está a dizer "Olhem para mim, tenho uma mente tão aberta e aceite, gosto dos gays como se fossem normais, agora dêem-me uma medalha por isso". A sexualidade não deve ter importância. Em vez de dizer "O meu amigo Mark é gay", diga "Oh, eu gosto mesmo desta música! O namorado do Mark sabe tocá-la ao piano, faz uma capa muito bonita".

5
4
2018-01-07 14:19:33 +0000

Pode perguntar sobre a relação deles, tal como o faria com qualquer outro amigo:

"Então, tem um parceiro, uma namorada ou um namorado?"

Ao não presumir explicitamente o que eles têm, ou que termo (incluindo neutro em termos de género) eles tendem a usar, você mesmo abre um espaço para que eles respondam como quiserem. Você também implica que você se sente confortável com eles e abre o espaço como sendo "seguro", sem que tenha uma razão inadequada para perguntar.

Desta forma, você não pergunta a sexualidade deles, mas deixa claro que não está a presumir a escolha deles. Se eles ficassem curiosos, você tem uma série de razões para explicar por que você perguntou, porque este é um inquérito social comum.

  • "Oh, eu me sinto um pouco constrangido perguntando como você está e nem mesmo sabendo se eu deveria perguntar como é qualquer parceiro que você possa ter, é. Não quero sentir que estou a ser mal-educado ou indiferente. Por isso perguntei"
  • "Só curiosidade, sabe?"
  • "Não quero perguntar acidentalmente sobre uma namorada se é realmente uma esposa ou marido na sua vida, ou algo assim, ou se não é uma coisa segura para se perguntar. Não é impossível:) e eu me sentiria um idiota por conseguir algo tão básico errado!
  • "Bem, você sabe que eu tenho uma namorada, estou interessado em saber se alguém está à espreita no fundo da sua vida também"
  • "Bem, talvez eles queiram vir ou sair como um grupo/ter alguns amigos junto"
  • "Você sabe sobre mim / você sabe sobre (nome) - eu estava me perguntando o que está acontecendo na sua vida também"

Esteja ciente de que eles podem não responder de uma forma que responda à sua pergunta real (eles podem não ter um parceiro agora, ou podem ser bi ou assexuais, ou podem dizer "é complicado! "ou seja o que for).

Se precisar de perguntar mais directamente, então é sempre uma técnica útil para se revelar: _"Bem, você sabe que eu sou hetero e (vendo NOME / não vendo ninguém (desde quando / desde LASTPARTNERSNAME). Eu me perguntei sobre você" _ (Mencionar 'hetero' assim, também implica que você está aberto a outras alternativas na sua resposta e não assumir). Pelo menos ele saberá em que pé estás, mesmo que não saibas os detalhes de onde ele está. Na melhor das hipóteses, ele também responderá em espécie.

Seja o que for que ele diga, dê-lhe seguimento com interesse e pelo menos algum diálogo. (Se ele tiver um bf ou algo assim, "Eu não sabia disso! Foi fácil? Sempre soube? Quer que o guarde para mim ou toda a gente sabe?") Dessa forma não há um silêncio embaraçoso e eles sentem-se mais seguros de que os aceitas como amigos, por isso a amizade é reforçada mesmo quando aprendem onde estás.

4
4
2018-01-05 19:06:18 +0000

É tão estranho para mim que isto pareça ser tão complicado com tantas respostas e comentários.

Basta dizer isto:

Hey. Estou curioso sobre uma coisa - espero não estar a ultrapassar os meus limites. Você é gay?

Não sei porque parece ser uma coisa tão grande para todos aqui, mas nunca conheci nenhum gay que se ofendesse seriamente com isto. Fazer disto uma coisa tão grande seria mais desconcertante do que qualquer outra coisa, o que sinto que todas as respostas aqui estão a fazer.

Se vocês são amigos e reconhecem que ser gay não é uma grande coisa, então tratem-no como não é uma grande coisa. Estão curiosos, por isso perguntem.

O que eu realmente sugeria é encontrar as razões mais verdadeiras e genuínas para fazer esta pergunta. Não precisa de nos dizer, nem a ninguém, mas precisa de descobrir isto por si próprio.

4
1
2018-01-05 13:49:59 +0000

Para a sua pergunta

Devo sequer perguntar-lhe?

Eu responderia não*. Porque deveria? Porque sente necessidade de o fazer? Desde que estejamos a falar de um amigo, ou de um familiar, ou de um conhecido, a sua horientação sexual para mim é tão útil como um coador para apanhar água.

Para a sua outra pergunta

Existem formas alternativas de encontrar uma resposta?

Tempo. Se quiser, revelá-lo-á explicitamente ou indirectamente, mais cedo ou mais tarde. E mesmo assim, será inútil saber, numa amizade.

Está a fazer isto para evitar "potenciais futuras situações embaraçosas", por exemplo, comentar uma rapariga quando ele gosta de rapazes, em vez disso? Ele dir-lhe-á, se necessário.

1
1
2018-01-05 15:18:00 +0000

Por isso, um monte de respostas aqui já cobre bastante bem a verdadeira questão. Gostaria apenas de acrescentar uma nota sobre qual é realmente o seu problema.

Não tem a certeza sobre os interesses dos seus amigos na sua relação.

Para esse problema não precisa realmente de conhecer a sua própria sexualidade. Tudo o que precisa de fazer é deixar claro quais são os seus interesses e ver se ele está de acordo com isso.

Torne óbvio que é heterossexual e que não está interessado nos homens. Pode fazer isso falando de uma potencial futura namorada que gostaria ou poderia ter.

Assim não haverá nada de ambíguo nos seus interesses.

1
1
2018-01-07 11:06:45 +0000

Uma táctica que por vezes uso com pessoas que só estou a conhecer é fazer uma afirmação tangencial sobre um hipotético parceiro actual ou futuro:

Oh, eu vejo-te realmente a entrar profundamente [algum jogo ou passatempo], quando começas com uma namorada (ou namorado) vais ter de os introduzir gradualmente para que eles tenham a oportunidade de aprender a divertir-se antes de tentarem jogar ao teu nível de intensidade.

E é isso. A conversa continua. A abertura está lá para eles partilharem se quiserem, e evitarem se preferirem.

E sim, eu sei que geralmente não é da minha conta, mas a curiosidade humana básica é difícil de esmagar.

E já agora, a declaração da OP

Eu próprio ajo de forma brincalhona como se fosse gay raramente com amigos íntimos

faz-me pensar se ele ou está a negar ser um fanático ou a começar a questionar a sua própria sexualidade.

1
-1
2018-01-07 09:34:12 +0000

Bem, perguntar a sexualidade de alguém é realmente problemático na maioria das vezes. Sou da Rússia e aqui isto ou é muito simples ou bastante complexo, dependendo da pessoa. A maneira mais fácil é esta: em primeiro lugar, pensamos se queremos realmente saber a sexualidade de alguém ou não, se o fizermos, então pensamos numa maneira de lhe perguntar. Na maioria das vezes, as pessoas aqui fazem perguntas do tipo: " O que pensa de gays ou lésbicas" para ver a reacção da pessoa. Na maioria das vezes, eles abrem-se e dizem-lhe a verdade.

Por vezes, as pessoas perguntam: " O que pensa da relação homossexual", e provavelmente também lhe dirão a verdade.

As pessoas são bastante amigáveis com perguntas neutras. É melhor não perguntar directamente a alguém, pois isso pode ofendê-lo. Os homossexuais são um pouco marginalizados aqui na Rússia e as pessoas tratam-nos mal, por isso, mesmo que seja um deles, pode mentir se lhe fizerem perguntas directas, mas pode escapar à verdade na discussão sobre homossexualidade.

Ainda assim, muitas vezes, é melhor evitar essas perguntas e deixar a pessoa junto. Eles acabarão por lhe dizer um dia.

Oh, mais uma coisa, mesmo que odeie ou não goste dos homossexuais é melhor não mostrar ou dizer-lhes isto, pois pode ofendê-los muito e pode perder um amigo. Certamente isto depende de quais são os seus pensamentos pessoais.

Edit: Se ele beber, então você pode levá-lo a beber um copo e depois iniciar esta discussão depois de algumas tomadas. Enquanto bêbado ele provavelmente seria mais fácil de conversar e o tópico provavelmente fluirá de uma forma amigável.

-1