Relações interpessoais
2017-08-26 07:21:14 +0000
17

É rude referir-me a alguém como "ele" ou "ela" na sua presença?

Sinto sempre que é rude quando alguém se refere a alguém como "ela" ou "ele" na sua presença ou quando eu o fiz no passado. Mas não tenho a certeza do que diz a etiqueta na cultura britânica.

Amigo está sentado ao lado do namorado e do outro lado de mim.

Eu (falando com o namorado da minha amiga): Então, o que você acha de [colocar um tópico interessante aqui]?

Ele respondendo: Não sou um grande fã, mas ela adora.

  • *

É rude referir-se a alguém como "ele" ou "ela" na sua presença?

Respostas [7]

27
2017-08-26 08:48:05 +0000

Com base nas respostas e comentários já aqui publicados, penso que faz sentido compreender que ** nem sempre é rude referir-se a uma pessoa presente através de um pronome pessoal** , mas apenas se o que se diz ou

  1. der a impressão de que não estão presentes na sala ou na conversa, ou

  2. presumir "falar por eles" quando são perfeitamente capazes de falar por si próprios.

Além disso, ** se está a falar deles neste sentido de "terceira pessoa", parece que ainda seria rude se se referisse a eles pelo nome ou título em vez de um pronome pessoal.**

Experiência pessoal:

A minha irmã e eu estamos muito interessados na música clássica indiana, mas a minha irmã também está profundamente interessada na psicologia. Quando conhecemos uma velha 'amiga da música' que perguntou à minha irmã porque é que ela não estava a seguir uma carreira nas artes clássicas, fui estúpido o suficiente para dizer com entusiasmo na sua presença:

Ela está muito mais empenhada em construir uma carreira no aconselhamento psicológico. É licenciada em teorias avançadas e em técnica prática. Ela quer ser uma conselheira psicológica praticante.

Mais tarde a minha irmã disse:

Porque queres dizer isso em meu nome? Eu própria o direi se quiser.

Então ela não se opôs ao pronome, mas a que eu falasse dela "na terceira pessoa" e dissesse tudo isso quando ela própria pudesse decidir dizer ou não dizer.

** Então o que é rude não é o pronome mas sim a presunção.**


Respostas a esta pergunta antiga mas muito semelhante em inglês.SE gentilmente ligadas por @OldPadawan fornecem um bom contexto histórico e "etiqueta de uso".

27
8
2017-08-26 07:46:30 +0000

Depende do contexto. Eu não acho que seja rude no seu contexto dado.

Também, aqui está outro contexto, onde eu acho que não é rude.

Imagine Alice, Betty, e Clare num quarto, à noite:

Clare: Que tal um filme? Vamos ver um agora?

Alice: Devíamos dormir agora. Ou não acordaremos bem descansados para a aula de amanhã.

Betty (para Clare): Ela tem razão, sabes.

Não vejo porque é necessário repetir aqui o nome Alice.

8
6
2017-08-26 13:40:39 +0000

Não é rude em si, mas **mais ou menos rude, dependendo do que se diz sobre a pessoa.

"Eu estou com ela". - não rude se for verdade.

"Ele é meu irmão". - não é rude se for verdade (a menos que se esteja a meter na conversa deles).

"Não, ele não bebe café". - limite; deixe-o falar por si, a menos que não fale uma língua que a outra pessoa compreenda, e mesmo assim, é melhor perguntar-lhe e interpretar em vez de falar por ele.

"Ela não é surda, pergunte her". - não é rude, e uma boa resposta para alguém ser rude.

"Ele vai comigo ao baile de finalistas". - rude se ainda não concordou com isso, caso contrário depende.

6
5
2017-08-26 07:46:54 +0000

Se não houve outra referência a eles recentemente (na última frase ou duas), é desrespeitoso referir-se a eles usando um pronome de terceira pessoa (ele/ela). Isto é claro, assumindo que é claro a quem se refere, o que pode não ser.

** Se está a meio de uma conversa sobre eles** e alguém (seja você ou outra pessoa) já se referiu a eles pelo nome, não há problema (e geralmente esperado) referir-se a eles usando um pronome de terceira pessoa.

Embora isto possa ser um sinal de que está a ser rude ao falar demasiado deles e ao dizer coisas que não devia (por exemplo, pôr-lhes palavras na boca ou tratá-los como se não estivessem lá).

Por exemplo, isto é desrespeitoso:

"Todos gostam de chocolate" "Acho que ela não concordaria consigo".

"Alice provavelmente diria que não gosta de chocolate" "Alice não gosta de chocolate" "Alice não gosta de chocolate" "Não, acho que ela não gosta"

** Se está a responder a algo que eles acabaram de dizer** , poderia ir para qualquer lado, mas a aposta "segura" seria apenas usar o nome deles.

Alice: "Acho que ninguém realmente gosta de chocolate" Você: "Ela tem razão" OU Você: "Alice tem razão"

** Se você conhece bem a pessoa a quem se refere** , um pronome de terceira pessoa pode ser usado de uma forma lúdica onde de outra forma teria sido considerado desrespeitoso.

5
2
2017-08-26 20:08:10 +0000

Já estive em inúmeras situações exactamente como descreve, quando estou sentado com a minha outra metade. Alguém vai perguntar sobre um músico ou banda em particular, por exemplo, e eu posso dizer "Não é bem o meu gosto mas ela (apontando para a minha outra metade) adora-os"! Isto traz consigo uma passagem implícita do fio da conversa para ela, altura em que ela pode pegar e correr com o tema se assim o desejar, uma vez que é de interesse específico para ela. Não vejo nada de rude nisso e não consigo imaginar ninguém a pensar de outra forma.

Posso certamente pensar em maneiras rudes de usar um pronome para se referir a alguém, mas não acredito de todo que seja intrinsecamente rude. Tal como acontece com tantas coisas, o contexto é fundamental.

2
2
2017-08-26 07:32:51 +0000

É rude referir-se a uma mulher como "ela" na sua presença?

Sim, mas depende do que estás a dizer. Se está a referir-se a alguém que está presente no terceiro presente, independentemente do sexo, é rude ou pelo menos é algo que deve evitar.

Se usar pronomes como ele e ela durante a conversa em que essa pessoa está presente, fá-la sentir que a conversa é sobre ela, não com ela. Faz com que se sinta realmente desconfortável.

Quando está a conversar em grupo, deve chamá-los com o seu nome ou utilizar you se for necessário em vez de os utilizar.

Por vezes, também depende do que está a ser dito. Por exemplo, se apresentar o seu amigo como:

Este é o João. Ele vive em Manchester.

Não é indelicado. No entanto, se você disser,

Ele vai agora fazer isto.

Isto pode ser rude, porque você não está a perguntar directamente a essa pessoa.

No caso de ser dado um exemplo na pergunta, há uma pequena hipótese ou é muito improvável que ela o considere rude.

2
0
2017-08-27 13:54:41 +0000

As opções de pronomes binários também podem ser utilizadas, tais como eles, eles, sem ofensa, se o contexto for adequado. Por exemplo, para evitar a rotulagem dos pronomes gendernormativos quando você, eles e nós estamos na mesma sala a discutir um relatório de negócios elaborado por vocês os três:

Sally (você mesmo): Estou contente por este relatório estar pronto para distribuir ao CEO e à task force.

Eles (o vosso primeiro co-autor): Sim, todos nós trabalhamos muito, e Ed editou-o duas vezes!

Ed: está no topo, e eles fizeram muito bem com grande parte da pesquisa preliminar para que pudéssemos realizá-la de forma tão eficiente e precisa. Sem eles , estaríamos ainda a delinear os nossos principais objectivos.

Sally: a reunião começa dentro de cinco minutos. Pronta?

0